ERRO MÉDICO – COMO FAZER VALER OS DIREITOS DO PACIENTE?

Situações de erro médico são muito estressantes para o paciente ou seus familiares. É uma situação que causa muita ansiedade, sofrimento e dúvida! Afinal, além da tragédia e suas sequelas há sempre o questionamento: “houve de fato erro médico ou apenas uma fatalidade?Neste artigo vamos ajudá-lo a identificar: Quais as características da negligência médica? Quais os direitos do paciente e seus familiares? Como buscar ajuda profissional?

Erro Médico e Direitos do Paciente
Erro Médico e Direitos do Paciente

ERRO MÉDICO – COMO IDENTIFICAR?

O erro médico é uma situação de negligência médica, imprudência ou falta de perícia do médico, do hospital ou de sua equipe! São exemplos o diagnóstico incorreto; tratamento ou medicamento inadequado; infecção hospitalar; demora no atendimento ou na cirurgia; cirurgia incorreta; atraso na realização de parto; realização de procedimentos ou cirurgias contra a vontade do paciente; entre outras situações … Não importa se o erro é do médico ou do enfermeiro, ambos caracterizam o erro médico!

ERRO MÉDICO – COMO PROCESSAR O MÉDICO E O HOSPITAL?

Antes de ingressar com uma ação judicial por negligência médica é importante que o paciente ou seus familiares obtenham esclarecimentos. Poderão solicitar uma cópia completa e legível do prontuário médico do paciente no hospital! É seu direito obter esta cópia porque se trata de um documento obrigatório e disponível ao paciente. Em seguida poderão, usando este documento, solicitar uma segunda opinião médica ou jurídica para entender o que de fato ocorreu. Fazendo uma análise minuciosa é possível entender se houve negligência médica, imprudência ou imperícia da equipe médica.

ERRO MÉDICO – QUAIS OS DIREITOS DO PACIENTE E SEUS FAMILIARES?

O principal direito do paciente e seus familiares é a indenização. Esta será sempre proporcional ao dano da vítima ou de seus familiares! Se a vítima contraiu uma doença e esta doença possui cura o médico ou hospital será obrigado a custear o tratamento! Se houver uma sequela e o paciente não puder mais trabalhar, o médico ou hospital será obrigado a custear uma pensão mensal! Há também o dano moral decorrente do sofrimento e o dano que se reflete nos familiares. Por exemplo, a morte do arrimo de família que deixou viúva e filhos pequenos poderá ocasionar o dever do médico ou hospital de indenizar a viúva e os filhos!

NEGLIGÊNCIA MÉDICA – COMO ENCONTRAR A ADVOCACIA E CONSULTORIA JURÍDICA?

Na hipótese de suspeita de negligência médica é muito importante que a vítima ou seus familiares busquem um advogado especialista que possa orientá-los. Deverá ser um profissional que efetivamente entenda de responsabilidade civil médica e direitos do paciente! Com orientação jurídica adequada a família terá melhores condições de levantar os documentos corretos; realizar as diligências adequadas e elucidar a situação com mais segurança. Estas informações são importantes para saber se ingressar com uma ação judicial contra a equipe médica ou o hospital realmente compensa!

Leia também
PLANOS DE SAÚDE – QUAIS OS DIREITOS NA DOENÇA PREEXISTENTE?
Planos de Saúde e Doenças Preexistentes

Um dos problemas comuns dos usuários dos planos de saúde é a recusa de cobertura médica. Por consequência, o paciente Read more

DISTRATO JUDICIAL – QUAIS OS DIREITOS DO COMPRADOR DO IMÓVEL?
Distrato Judicial de Imóvel na Planta

Muitos consumidores acabam desistindo da compra imobiliária e almejam o distrato judicial. Os motivos são os mais diversos, mas o Read more

IMÓVEL COM DEFEITO – QUAL PRAZO DE GARANTIA?
Defeito no Imóvel e Prazos de Garantia

Imóvel com defeito é sinônimo de decepção. Péssimo acabamento, materiais de qualidade inferior, problemas estruturais, áreas públicas não entregues, caixas Read more

DIREITO DE ARREPENDIMENTO VALE PARA COMPRAS EM LOJAS FÍSICAS?
Compras no Exterior

Como talvez você já saiba o Código de Defesa do Consumidor dá ao comprador o direito de arrependimento de uma Read more