O SEGURO RECUSOU A COBERTURA? COMO SE PROTEGER?

Pela própria natureza, o seguro é um serviço que o consumidor paga para não usar! O grande desafio é quando precisamos da indenização e enfrentamos problemas com a seguradora. Em algumas situações a cobertura de fato não existe, porque o consumidor confundiu-se na contratação. Em outras situações a seguradora não quer pagar, alegando motivos infundados. Neste post você vai entender: Q

A PREVIDÊNCIA PRIVADA SUBSTITUI O INSS?

O consumidor com frequência confunde os dois modelos de previdência: a Previdência Pública e a Previdência Privada! A dúvida é comum para os que deixam sua condição de assalariados e passam a trabalhar por conta própria como autônomos, empreendedores, artesãos ou trabalhadores informais. Alguns começam a contribuir para um plano de Previdência Privada porque entendem que substituirá o seguro s

CONTRATOS – PRECISO REALMENTE DE UM ADVOGADO?

Você está procurando modelos de contratos prontos? Hoje, com as facilidades digitais, é fácil encontrar na internet modelos prontos de contratos, gratuitos ou pagos. Aqueles que negociam e pretendem elaborar um contrato almejam segurança jurídica. Afinal, não querem que o negócio seja apenas verbal. Querem a garantia de que vão receber o combinado e que o negócio será devidamente executado. Neste

INDENIZAÇÃO DO SEGURO DE VIDA PODE SER NEGADA POR DOENÇAS PREEXISTENTES?

É recorrente o consumidor e sua família serem prejudicados com a recusa da seguradora no pagamento da indenização do seguro de vida. Quem procura um seguro quer amparo em situações de óbito, doenças graves e invalidez. O objetivo é proteger financeiramente a si e os a quem ama. Contudo, ocorrendo o sinistro e sendo necessária a indenização muitas seguradoras simplesmente não querem pagar. Em mui

CONTRATO DE PERMANÊNCIA E FIDELIDADE – QUAIS AS REGRAS?

Ao contratar um serviço o consumidor frequentemente se depara com o contrato de permanência. É um instrumento de  fidelização de clientes, com destaque para telefonia e TV por assinatura. Trata-se de prática antiga em que a operadora oferece ao cliente um benefício como tarifas inferiores, um aparelho novo, um bônus, além de outras vantagens. Em troca exige a permanência do cliente no

ACIDENTE DE CONSUMO – QUAIS OS DIREITOS DO CONSUMIDOR?

O que é um acidente de consumo? É quando um produto ou serviço oferecido ao consumidor possui defeito e causa um acidente, com risco ou prejuízo à sua saúde e integridade física. É comum o consumidor se deparar com produtos com defeito e nestes casos fazer uso da assistência técnica do fabricante. Mas em situações extremas um defeito no produto ou serviço pode causar até mesmo um ferimento no usu

SEGURO DE VIDA – TRÊS ERROS QUE PODEM PREJUDICAR SEU PLANEJAMENTO FINANCEIRO!

O seguro de vida não é um investimento, mas um contrato que dá proteção social básica para o segurado e sua família. Espera-se que o segurado não precise usar o seguro! Mas se ocorrer uma fatalidade a apólice garantirá o custeio das despesas familiares e a renda da família se for bem contratada. Na contratação é importante que o segurado entenda claramente as coberturas do seguro e verifique se o

DÍVIDAS – POSSO PERDER MEU IMÓVEL?

Dúvida comum e preocupação constante dos que possuem dívidas é o risco de perderem seus bens. A preocupação geralmente recai sobre o imóvel em que residem, devido à moradia da família e ao vínculo emocional. Alguns consumidores já vivenciaram, por exemplo, a busca e apreensão do veículo que possuem pelo atraso das prestações. É situação traumática, com prejuízo emocional ao devedo

ATRAÇÕES RADICAIS – QUAIS OS DIREITOS DO CONSUMIDOR QUANDO ACONTECEM ACIDENTES?

Quando atrações radicais resultam em acidentes ou tragédias, quais os direitos do consumidor? Ocorrências repetidas e graves à segurança dos consumidores têm causado real prejuízo às famílias em parques de diversões, resorts, clubes, trilhas, passeios guiados e outros ambientes. Curiosamente, o estabelecimento tenta transferir ao consumidor a responsabilidade pelos riscos. Alega que a vítima dec

PROTEÇÃO VEICULAR NÃO É SEGURO! O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE CONTRATAR?

Os consumidores têm se interessado cada vez mais pela proteção veicular. De fato, a diferença de valores é significativa! E a proteção veicular, na maioria dos casos, promete coberturas similares ao contrato de seguro. Por esse motivo, muitos têm vislumbrado uma boa ferramenta para reduzir custos do orçamento familiar. Para o consumidor desatento não existe diferença entre proteção e seguro.