MEDICAMENTO DE ALTO CUSTO – QUAIS OS DIREITOS DO PACIENTE?

O medicamento de alto custo é o de custo elevado e de difícil acesso, recomendado para doenças graves, crônicas ou raras. Estes medicamentos além de ter a dose extremamente cara são também de uso contínuo, prejudicando o paciente se não tiver a quem recorrer. Mesmo famílias que não são consideradas de baixa renda podem enfrentar dificuldades com o custo do medicamento. Quais os direitos do paciente

CONSENTIMENTO ESCLARECIDO – QUAIS OS DIREITOS DO PACIENTE?

O consentimento esclarecido é um direito do paciente. Este documento garante a autonomia do paciente e delimita a responsabilidade do médico que realiza o procedimento. Recomenda-se que tanto o paciente como o médico ou hospital se preocupem com a formalização desse documento. Neste artigo você vai entender: O que é Termo de Consentimento Esclarecido? Quais os direitos do paciente e a responsabilidade d

TESTAMENTO VITAL – QUAIS OS DIREITOS DO PACIENTE INCAPAZ DE MANIFESTAR SUA VONTADE?

O testamento vital tem sido muito procurado pelos pacientes que querem fazer valer sua vontade sobre procedimentos médicos. Também pode ser usado por aqueles que querem tomar decisões patrimoniais e de administração familiar antecipadas, para a eventualidade de uma moléstia grave ou acidente que lhe torne incapaz. É que um paciente em estado terminal ou um paciente inconsciente já está sofrendo bastant

NEGLIGÊNCIA MÉDICA – TRÊS PASSOS OBRIGATÓRIOS PARA DEFENDER SEUS DIREITOS!

O que é erro médico, chamado por muitos de negligência médica? É um defeito no serviço de saúde que venha a causar dano no paciente. Não importa se o erro foi cometido por um médico, um enfermeiro, um dentista, ou até mesmo pela administração hospitalar. Também não importa se o erro ocorreu em um órgão público ou particular! O defeito no serviço com dano ao paciente caracteriza a negligência mé

EUTANÁSIA E ORTOTANÁSIA– QUAIS OS DIREITOS DO PACIENTE EM ESTADO TERMINAL?

A Eutanásia é um assunto bastante polêmico amplamente vinculado à ideia de homicídio ou suicídio. De fato, uma das definições para a Eutanásia é provocar a morte da pessoa que sofre para livrá-lo dos sofrimentos de uma doença incurável em fase terminal. Defende-se o direito do paciente com doença incurável de colocar fim à sua vida protegendo sua dignidade. Neste aspecto, o que diz a legislaçã

ERRO MÉDICO – QUAIS OS DIREITOS DO PACIENTE E SEUS FAMILIARES?

Em situações de erro médico, como paciente ou familiar, há stress, ansiedade, sofrimento e dúvida! É que além da tragédia e suas sequelas há sempre o questionamento se houve de fato erro médico ou apenas uma fatalidade? Neste artigo vamos ajudá-lo a identificar: Quais as características da negligência médica? Quais os direitos do paciente e seus familiares? Como buscar ajuda profissional? Err

RECUSA DE COBERTURA MÉDICA PELO PLANO DE SAÚDE – COMO SE PROTEGER?

A recusa de cobertura médica é um problema frequente dos usuários dos planos de saúde. Afinal, as operadoras são líderes de reclamação, com obstáculos no momento que o paciente mais precisa. De fato é desesperador ter um plano de saúde, pagar caro, mas não ter cobertura médica. Por esse motivo, o consumidor se pergunta: Como se proteger quando o tratamento é dificultado pelo plano de saúde? Co

INTERNAÇÃO HOSPITALAR – OS PLANOS DE SAÚDE PODEM ESTABELECER LIMITES?

Alguns planos de saúde estabelecem limites de cobertura para a internação hospitalar. Quando ocorre um problema médico o cliente poderá permanecer internado no máximo pelo prazo fixado no contrato, geralmente de 30 (trinta) dias. Dessa forma, após esse período, o paciente é obrigado a arcar com os custos, gerando uma tremenda dor de cabeça. Neste post você vai entender: Os planos d

RECÉM-NASCIDO E OS PLANOS DE SAÚDE – QUAIS SÃO OS PRAZOS DE CARÊNCIA?

É importante que os pais fiquem atentos aos prazos para incluir o recém-nascido no plano de saúde. Com a mudança de rotina e as diversas preocupações com o bebê é fácil esquecer do plano de saúde. Quais sãos os prazos de carência para recém-nascidos? Como se proteger da recusa de cobertura médica?   recém-nascido   RECÉM-NASCIDO E A COBERTURA AUTOMÁTICA DO PLANO DE SAÚDE Segundo a Lei do

AUTONOMIA E CONSENTIMENTO INFORMADO NA ESCOLHA DE TRATAMENTO MÉDICO!

Há alguns anos aceitava-se a autoridade do médico para impor o procedimento terapêutico. O médico sempre possuía razão e restava ao paciente se submeter ao tratamento imposto, mesmo que arriscado ou traumático. Encarava-se como dever médico prover o tratamento ou realizar o procedimento a qualquer custo para salvar a vida do paciente, embora contra sua vontade. Contudo, tem aumentado significativamente o n